• Chegou a hora da verdade, golpistas

    No Blog da Cidadania

    Imagino que poucos tenham sido os que perderam tempo de sono assistindo à encenação barata levada a cabo no Senado da República na madrugada desta quinta-feira, 12 de maio de 2016. Este blogueiro não esteve entre esse bando de crédulos, por óbvio. Pouco importou o que disse este ou aquele senador. As cartas estavam marcadas.

    Não aconteceu nada de relevante no Plenário do Senado. Todos sabiam que nada havia a esperar. Nenhuma defesa de Dilma, por mais brilhante que fosse, mudaria o rumo das coisas. Nenhuma acusação que coonestasse o que lá ocorria veio nos salvar da confirmação de que a democracia estava sendo violentada com requintes de crueldade – pela capa torturante de “legalidade” (mal) estendida sobre o processo de impeachment de Dilma Vana Rousseff.

    O impeachment, pode-se dizer, ocorreu sob amplo constrangimento dos seus autores, dos seus executores e da assistência no entorno.

    Leia mais em Gestão Dória será investigada por cárcere privado de servidores


  • PM invade Sindicato dos Bancários SP sem mandato

    O Cafezinho

    Essa notícia, de ontem, dia da greve, é para o excelentíssimo ministro Luis Roberto Barroso.

    É assim que o judiciário está “refundando” o Brasil?

    Pms invadindo sindicatos, fortemente armados, portando-se agressivamente, como se estivessem diante de inimigos, apontando fuzis para inofensivas mulheres sindicalistas?

    Isso tá mais para “reafundamento” do Brasil, né, ministro?

    Leia mais em PM invade Sindicato dos Bancários SP sem mandato


  • PGR não usa delação que pode incriminar Alckmin e a mantém em sigilo

    GNN Notícias

    Os avanços da Operação Lava Jato sobre nomes do PSDB de São Paulo sofreram um revés: Luiz Bueno, um dos delatores que poderia entregar o esquema de financiamento por caixa dois da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB), em 2014, foi excluído da investigação da Procuradoria-Geral da República (PGR) enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Bueno chegou a prestar delação, mas o conteúdo foi mantido em sigilo e não foi usado pela PGR.

    Segundo depoimentos de empresários da Odebrecht aos investigadores, Alckmin recebeu R$ 8,3 milhões em 2014 e outros R$ 2 milhões em 2010 de recursos não contabilizados da empreiteira, em esquema de caixa dois.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 792 outros seguidores

  • Posts & páginas populares

Você sabe o que é leitura de mundo?

Visão de mundo é como você percebe a realidade que o cerca. Para o rico perder parte do seu patrimônio é como perder parte do seu próprio corpo porque a percepção que possuem da realidade está umbilicalmente ligada ao conceito possuir. Possuir coisas para o rico é sinônimo de superioridade, ou seja, pertencer a uma classe superior, privilegiada.

Rico, por exemplo, não gosta dos programas sociais que distribuem renda como o bolsa família porque diminui as desigualdades. É desesperador para esta classe abastada perceber que os pobres começam também a possuir ameaçando um privilégio que era somente deles. Foi de maneira declaratória que o jornalista da RBS Luis Carlos Prates reagiu quando comentou índices de acidentes numa estrada no Sul do país acusando o presidente Lula de ser o culpado porque permitiu que pobres tivessem acesso ao crédito e, logo, puderam comprar carros. Não é que pobre não sabia dirigir. Segundo o jornalista, os pobres brigavam em casa, enchiam a “cara” de cachaça e saía pra se distrair dirigindo e causavam acidentes.

Entendeu o bolo doido? Nem eu. A questão é que ele defendia que o pobre se mantivesse no seu lugar. Pobre não tem que possuir porque possuindo estaria mais próximo de ser igual e o responsável por diminuir essa desigualdade foi e é unicamente o presidente Lula.

Quando ACM Neto, o candidato a prefeitura de Salvador com o seu partido, o Democratas do Demóstenes Torres (embora digam que ele está sem partido), foi ao Supremo Tribunal Federal pedir a anulação do ProUni e o fim das cotas para negros e pobres nas Universidades Públicas, foi porque esta medida levou milhares de pobres a se tornarem doutores. Médicos, engenheiros, professores, administradores etc. Que ousadia essa a do presidente!!! Pobres na universidade? Quantos pesquisadores já enunciaram que universidade pública sempre foi de qualidade porque atendia exclusivamente aos ricos. E como eram poucos os ricos, tinha-se poucas universidades públicas. Quantas universidades fez o governo de Fernando Henrique Cardoso? Lula fez 14 e 120 campus, mais de 800 mil alunos beneficiados com o ProUni. Isso é horrível para quem deseja um esgarçamento das diferenças!

Então a classe abastada, desesperada com a possiblidade de muitos se tornarem iguais, tem uma leitura desse mundo e parte para a ação. É preciso impedir que nos tornemos iguais e o caminho é parar com a distribuição de renda, com os programas de inclusão como o ProUni, o SISU, o acesso ao crédito…

Mas e aquele que esta lá embaixo? Qual é a sua visão de mundo?

Quem nada tinha e passou a ter, e o que é melhor, a ter o essencial como acesso ao crédito e educação, começamos a entender que ter não é só pertencer, mas viver com qualidade e decência, privilégios que nos foram subtraídos ao longo dos anos antes de Lula. Nós que somos milhões de milhões a mais que àqueles temos visão de mundo diferenciada. Não adianta nos dizer que no Brasil paga-se muito imposto porque eles nos são necessários. São os impostos que pagam a conta da escola pública, da saúde pública, dos programas sociais como o ProUni e o Bolsa Família; que asfaltam nossas ruas, expande a oferta de água canalizada, garante a limpeza da ruas, a segurança pública etc. Ta bom. Não é tão bom quanto na Suécia, mas vamos analisar o nível de desigualdade entre as classes de lá e o nível de desigualdades entre as classes aqui? Então, a leitura que temos é que não é tanto imposto assim, tal que o empresário brasileiro não quer deixar de ivestir no seu negócio e tem expectativa de fazê-lo crescer ainda mais.

Durante um curso de especialização conheci um empresário que reclamou dos impostos para não poder aumentar o salário dos seus respectivos funcionários. Ele estava ali para nos pedir orientação sobre como melhorar o seu negócio. Vejam só. Enquanto o ouvíamos ele dizia que tinha comprado dois apartamentos na Barra (zona nobre da cidade do Rio de Janeiro), uma casa de praia e um sítio para reunir a família com os lucros de sua pequena empresa. Não nos parrece contraditório isso?

O problema é que no Brasil quem tem não quer perder nada e só pensa em aumentar o que tem. Quando vê quem não tem adquirindo bens e melhorando a qualidade de vida se sente diminuindo, empobrecendo, não que isto de fato esteja acontecendo, mas simplesmente por perceber o outro crescendo, deixando de ser miseravelmente pobre.

A leitura de mundo que aprendemos na vida cotidiana, como se pronunciou Paulo Freire (1921-1997), e que não aprendemos na escola, é a interpretação daquilo que secularmente nos prejudicou a todos mantendo-nos numa linha que não se distanciava da miséria e que mantinha uma classe tão distante de nós que a considerávamos inalcançável, de fato superior, capaz de nos inculcar valores e cultura fazendo um Brasil só deles. Depois de Lula o Brasil nos pertence, nos enche de orgulho e de esperança de que uma visão de mundo com uma sociedade mais justa e mais igual, com equilíbrio econômico, social e ambiental, e sem uma mídia para nos dizer o que temos que fazer ou crer.

Anúncios

Uma resposta

  1. eu só tenho a agradescer , muito obrigado lula , dilma , etc. Agora posso fazer faculdade , pois passei no enem . Como pode haver tanta indiferencas nesse mundo , imagine se a nossa presidência nos últimos anos estivesse nas mãos de outros presidentes , como FHC….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: