• Chegou a hora da verdade, golpistas

    No Blog da Cidadania

    Imagino que poucos tenham sido os que perderam tempo de sono assistindo à encenação barata levada a cabo no Senado da República na madrugada desta quinta-feira, 12 de maio de 2016. Este blogueiro não esteve entre esse bando de crédulos, por óbvio. Pouco importou o que disse este ou aquele senador. As cartas estavam marcadas.

    Não aconteceu nada de relevante no Plenário do Senado. Todos sabiam que nada havia a esperar. Nenhuma defesa de Dilma, por mais brilhante que fosse, mudaria o rumo das coisas. Nenhuma acusação que coonestasse o que lá ocorria veio nos salvar da confirmação de que a democracia estava sendo violentada com requintes de crueldade – pela capa torturante de “legalidade” (mal) estendida sobre o processo de impeachment de Dilma Vana Rousseff.

    O impeachment, pode-se dizer, ocorreu sob amplo constrangimento dos seus autores, dos seus executores e da assistência no entorno.

    Leia mais em Gestão Dória será investigada por cárcere privado de servidores


  • A Justiça de Moro – Cláudia Cruz, inocentada. Já Marisa Letícia, nem depois de morta.

    O Cafezinho

    Por Bojonas Teixeira Marisa Letícia, submetida ao estresse extremo, sofreu um AVC e morreu. Os médicos são unânimes em que o ambiente de pressão, de perseguição e linchamento foi causa decisiva para essa morte. Mas, mesmo assim, Sérgio Moro não a absolveu. Os advogados pediram a absolvição dela após a morte. Mas ele não aceitou. Apenas decretou a “extinção da punibilidade”. Ou seja, manteve um espinho cravado sobre a alma dela, mesmo depois de morta. Perseguindo-a, com as fúrias da lei, mesmo no outro mundo. Mas e Claudia Cruz? Cláudia, foi absolvida.

    Marisa Letícia nunca teve conta na Suíça, não fez gastos de US$ 526 mil no cartão de crédito, ou seja, mais de meio milhão de dólares, em compras suntuosas nas capitais do luxo. No entanto, apesar de Cláudia, como é conhecida na intimidade, gastar mais de meio milhão de dólares em futilidades, Moro viu nisso só inocência. Só vislumbrou boa fé. No caso de Maria Letícia, ao contrário, aceitou a denúncia ridícula que a acusa de lavagem de dinheiro por um triplex que ela nunca usou. Cláudia Cruz comprou, usou, consumiu, usufruiu, ostentou. Mas é inocente. Já no caso de Marisa, não comprou, não usou, não habitou – Mas havia elementos suficientes para que o juiz aceitasse a acusação.

    Leia mais em A Justiça de Moro – Cláudia Cruz, inocentada. Já Marisa Letícia, nem depois de morta


  • Doleiro preso por tráfico ajudaria Aécio na lavagem de propina, suspeita Lava Jato

    GNN Notícias

    Jornal GGN - No documento em que reforça o pedido de prisão contra Aécio Neves ao Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República Rodrigo Janot revela que além da empresa da família Perrela, um doleiro condenado por tráfico internacional de diamentes é suspeito de ajudar o senador mineiro na lavagem da propina que ele teria recebido da JBS.

    Nas investigações sobre o caso, a Polícia Federal flagrou o assessor parlamentar de Zezé Perrela, Mendherson Souza Lima, conversando de maneira cifrada com o doleiro Gaby Amine Toufic Madi, condenado a 7 anos de prisão em 2016.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 792 outros seguidores

  • Recomendo leitura

As manifestações eram manipuladas

Você é um cidadão que fica indignado porque vai ao hospital e está sempre cheio com muitas pessoas enfermas, feridas espalhadas pelos corredores. Faltam médicos e medicamentos e o atendimento é sempre da pior qualidade; se tem um parente que estuda em escola pública fica indignado porque o mês letivo só tem 12 dias, os outros dias úteis estão em greve, paralisação, reunião pedagógica, conselho de classe ou porque o professor mal pago faltou; fica indignado porque o bairro onde mora o asfalto durou apenas 6 meses e a lama já voltou, as lâmpadas dos postes nas ruas já estão queimadas e ninguém toma providência e o lixo se espalha por todo o bairro tem razão em querer protestar, não pelos 20 centavos de aumento do preço das passagens, mas por tudo isso que nos causa indignação. Mas os protestos que começaram em São Paulo não tinha outra pauta a não ser os 20 centavos e os mauricinhos que estavam lá protestando sequer usam ônibus, mas havia um motivo para o protesto: o prefeito agora é do PT!

Intencional ou por absoluta incapacidade de lidar com extremos a não ser pela violência, a polícia do Estado de São Paulo, do governador Geraldo Alckimin (PSDB) baixou o cacete nos manifestantes. Pronto! Deixou de ser por apenas 20 centavos. A partir desse bordão todos os indignados resolveram atender as convocações para protestar por qualquer coisa e aqueles que precisam dos hospitais públicos, das escolas públicas e todos os que sentem falta de um serviço público de qualidade foram às ruas, mas já neste momento Arnaldo Jabor mudava de opinião e isso representava um perigo real de apoderamento do movimento pelo setor mais reacionário do país: a velha mídia.

Em meio as bandeiras das necessárias melhorias nos serviços públicos e pela redução das tarifas das passagens começou a surgir as bandeiras jogando tudo numa vala comum do nada presta e é preciso começar do zero. Entretanto, para eles, o começar do zero significa interromper os governos petistas o que significa um golpe porque os prefeitos, governadores e presidenta foram eleitos democraticamente pela maioria dos votos dos eleitores em cada instância e signfica ainda manipulação das mais toscas uma vez que as manifestações não foram convocadas com este objetivo específico. Como aconteceram as manipulações? Simples. Os golpistas iam para as Redes Sociais e convocavam manifestações teoricamente pacíficas, em geral com a determinação da ausência de bandeiras de partido político, e aquele grupo indignado pela precarização dos serviços públicos atendiam às convocações com suas inocentes bandeiras, mas ao fundo legitimavam aquilo que a velha mídia queria e que todos os dias noticiavam em seus veículos: as manifestações eram contra os políticos e contra a corrupção, como se o PT fosse o partido que levou a corrupção para a máquina pública, e direcionavam suas críticas aos julgados na ação penal 470 e à presidenta Dilma Rousseff.

Ora, hoje mesmo a Polícia Federal (do governo Dilma Rousseff) saiu para efetuar a prisão de corruptos que surrupiavam o dinheiro público em pelo menos uma centena (100) cidades espalhadas pelo Brasil. 10 somente em Minas Gerais. A corrupção ocorre com mais frequencia nas cidades. Aqui mesmo em Queimados nós temos um exemplo claro de corrupção que não deu em nada. Desde o governo de Moreira Franco, em 1991, a cidade recebeu recursos do governo do Estado do RJ e do governo federal para a construção de um hospital que nunca ficou pronto. O dinheiro veio dos presidentes Fernando Collor, José Sarney e Fernando H. Cardoso. Lula esteve aqui durante a gestão do prefeito Rogério do Salão e reviu o projeto. Tinha que derrubar o que estava pronto e podre pra fazer um novo. E o hospital não saiu do projeto. Então? Vamos culpar Fernando Collor, José Sarney ou Fernando H. Cardoso porque os prefeitos de Queimados resolveram desaparecer com o dinheiro sem construir o hospital?

Mas a manipulação não terminou. A mídia que pautou a mudança nos rumos políticos é a mesma que agora quer impedir o povo de participar da mudanças. O Plesbicito proposto pela presidenta Dilma está sendo diuturnamente combatido por seus fiéis escudeiros (jornalistas e colunistas) contrapropondo um referendo, uma imbecilidade que tentam nos empurrar para saber se o cidadão aprova o que o Congresso aprovou ou não. Mas os manifestantes não exigiam maior participação no processo? Participar, neste caso, é determinar as diretrizes e não referendar o que eles querem nos fazer aceitar. Essa velha mídia tem tanta força que sua bancada no Congresso Nacional segue fielmente sua orientação.

As manifestações que ainda persistem agora tem bandeira mais à esquerda e trata de temas que incomodam a velha mídia. Mas agora a velha mídia trata-os como baderneiros. O estrago que queriam provocar já está feito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: