• Chegou a hora da verdade, golpistas

    No Blog da Cidadania

    Imagino que poucos tenham sido os que perderam tempo de sono assistindo à encenação barata levada a cabo no Senado da República na madrugada desta quinta-feira, 12 de maio de 2016. Este blogueiro não esteve entre esse bando de crédulos, por óbvio. Pouco importou o que disse este ou aquele senador. As cartas estavam marcadas.

    Não aconteceu nada de relevante no Plenário do Senado. Todos sabiam que nada havia a esperar. Nenhuma defesa de Dilma, por mais brilhante que fosse, mudaria o rumo das coisas. Nenhuma acusação que coonestasse o que lá ocorria veio nos salvar da confirmação de que a democracia estava sendo violentada com requintes de crueldade – pela capa torturante de “legalidade” (mal) estendida sobre o processo de impeachment de Dilma Vana Rousseff.

    O impeachment, pode-se dizer, ocorreu sob amplo constrangimento dos seus autores, dos seus executores e da assistência no entorno.

    Leia mais em Gestão Dória será investigada por cárcere privado de servidores


  • A Justiça de Moro – Cláudia Cruz, inocentada. Já Marisa Letícia, nem depois de morta.

    O Cafezinho

    Por Bojonas Teixeira Marisa Letícia, submetida ao estresse extremo, sofreu um AVC e morreu. Os médicos são unânimes em que o ambiente de pressão, de perseguição e linchamento foi causa decisiva para essa morte. Mas, mesmo assim, Sérgio Moro não a absolveu. Os advogados pediram a absolvição dela após a morte. Mas ele não aceitou. Apenas decretou a “extinção da punibilidade”. Ou seja, manteve um espinho cravado sobre a alma dela, mesmo depois de morta. Perseguindo-a, com as fúrias da lei, mesmo no outro mundo. Mas e Claudia Cruz? Cláudia, foi absolvida.

    Marisa Letícia nunca teve conta na Suíça, não fez gastos de US$ 526 mil no cartão de crédito, ou seja, mais de meio milhão de dólares, em compras suntuosas nas capitais do luxo. No entanto, apesar de Cláudia, como é conhecida na intimidade, gastar mais de meio milhão de dólares em futilidades, Moro viu nisso só inocência. Só vislumbrou boa fé. No caso de Maria Letícia, ao contrário, aceitou a denúncia ridícula que a acusa de lavagem de dinheiro por um triplex que ela nunca usou. Cláudia Cruz comprou, usou, consumiu, usufruiu, ostentou. Mas é inocente. Já no caso de Marisa, não comprou, não usou, não habitou – Mas havia elementos suficientes para que o juiz aceitasse a acusação.

    Leia mais em A Justiça de Moro – Cláudia Cruz, inocentada. Já Marisa Letícia, nem depois de morta


  • Doleiro preso por tráfico ajudaria Aécio na lavagem de propina, suspeita Lava Jato

    GNN Notícias

    Jornal GGN - No documento em que reforça o pedido de prisão contra Aécio Neves ao Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República Rodrigo Janot revela que além da empresa da família Perrela, um doleiro condenado por tráfico internacional de diamentes é suspeito de ajudar o senador mineiro na lavagem da propina que ele teria recebido da JBS.

    Nas investigações sobre o caso, a Polícia Federal flagrou o assessor parlamentar de Zezé Perrela, Mendherson Souza Lima, conversando de maneira cifrada com o doleiro Gaby Amine Toufic Madi, condenado a 7 anos de prisão em 2016.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 797 outros seguidores

  • Recomendo leitura

As Organizações Globo e o crime contra o Estado

As organizações Globo tentam manipular tudo para que as coisas sejam do jeito que pensam os Marinhos, concessionários dos canais Globo de comunicação. Fizeram isso para eleger Fernando Collor em 1989 e derrubar Lula. Tentaram fazer isso em 2002 e 2006 e agora fazem isso para que o povo passe a odiar o PT e a presidenta Dilma e assim voltar a ter benesses que o Estado, na mão dos neoliberais, sempre estendiam à Família Marinho.

Um cafezinho derrubou por terra qualquer resquício de honestidade das organizações e dos concessionários. Miguel do Rosário, titular do blogue O Cafezinho, obteve de uma fonte documentos que provam que a Rede Globo tem dívida “Em trânsito” milionária com o Estado e faz de tudo para não pagar. Mas não apenas isto, a Globo não queria que viesse à público suas transações em paraísos fiscais envolvendo Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF e a FIFA nas transmissões exclusivas da Copa do Mundo.

Infelizmente o Escrevinhador do jornalista Rodrigo Vianna trouxe outra bomba que merece atenção redobrada. O processo não foi digitalizado (?) e sumiu, simplesmente sumiu da Receita Federal de acordo com suas fontes.

Fosse qualquer coisa a respeito de Lula estariam todos, inclusive a própria Globo através de seus militantes Merval Pereira, Sardenberg, Míriam Leitão, Alexandre Garcia, Arnaldo Jabor, Ana Maria Braga etc. a pedir CPI e impeachment do ex-presidente, além das bancadas do PSDB, PPS e Democratas a posar de paladinos da moral e da ética para moralizar o Brasil. Mas é a Globo. Os paladinos se calam; a globo tergiversa; os coxinhas que exibiam cartazes ofensivos contra Lula, contra a PEC 37 e contra a vinda de médicos que poderiam salvar milhares de vidas se calam. Manifestações somente contra o PT.

Existe corrente uma forte campanha para dirimir as forças do PT e os veículos de comunicação concentrado na mão de seis famílias são os principais percursores desse movimento. O que mais nos estranha, entretanto, é a inércia do governo frente aos ataques brutais que vem sofrendo. Todos os dias os noticiários dão conta de um Brasil quebrado, com sua economia em frangalhos, inflação alta e descontrolada, corrupção galopante… Sabemos que o ministro das comunicações representa um bloqueio entre os interesses do PT de democratizar as mídias e os interesses desse grupo de trazer de volta os neoliberais cuja missão é tirar dos pobres e dar aos ricos reservando grande fatia do erário para suas concessionárias, mas o que não entendemos é a imobilidade do governo diante de denúncia tão grave quanto esta levantada por Miguel do Rosário. As Organizações Globo deve ao fisco e ela tem que pagar por isto. Este fato é tão grave que esta mesma organização deveria ser considerada inidônea e assim impedida de realizar transações comerciais com o poder público.

Nos interessa saber agora por que o governo é tão duro com o pequeno contribuinte e tão permissivo com essas grandes corporações, sobretudo estas que dia-a-dia travam duras batalhas para derrubar este governo e impor um que atenda suas exigências.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: