• Chegou a hora da verdade, golpistas

    No Blog da Cidadania

    Imagino que poucos tenham sido os que perderam tempo de sono assistindo à encenação barata levada a cabo no Senado da República na madrugada desta quinta-feira, 12 de maio de 2016. Este blogueiro não esteve entre esse bando de crédulos, por óbvio. Pouco importou o que disse este ou aquele senador. As cartas estavam marcadas.

    Não aconteceu nada de relevante no Plenário do Senado. Todos sabiam que nada havia a esperar. Nenhuma defesa de Dilma, por mais brilhante que fosse, mudaria o rumo das coisas. Nenhuma acusação que coonestasse o que lá ocorria veio nos salvar da confirmação de que a democracia estava sendo violentada com requintes de crueldade – pela capa torturante de “legalidade” (mal) estendida sobre o processo de impeachment de Dilma Vana Rousseff.

    O impeachment, pode-se dizer, ocorreu sob amplo constrangimento dos seus autores, dos seus executores e da assistência no entorno.

    Leia mais em Gestão Dória será investigada por cárcere privado de servidores


  • A Justiça de Moro – Cláudia Cruz, inocentada. Já Marisa Letícia, nem depois de morta.

    O Cafezinho

    Por Bojonas Teixeira Marisa Letícia, submetida ao estresse extremo, sofreu um AVC e morreu. Os médicos são unânimes em que o ambiente de pressão, de perseguição e linchamento foi causa decisiva para essa morte. Mas, mesmo assim, Sérgio Moro não a absolveu. Os advogados pediram a absolvição dela após a morte. Mas ele não aceitou. Apenas decretou a “extinção da punibilidade”. Ou seja, manteve um espinho cravado sobre a alma dela, mesmo depois de morta. Perseguindo-a, com as fúrias da lei, mesmo no outro mundo. Mas e Claudia Cruz? Cláudia, foi absolvida.

    Marisa Letícia nunca teve conta na Suíça, não fez gastos de US$ 526 mil no cartão de crédito, ou seja, mais de meio milhão de dólares, em compras suntuosas nas capitais do luxo. No entanto, apesar de Cláudia, como é conhecida na intimidade, gastar mais de meio milhão de dólares em futilidades, Moro viu nisso só inocência. Só vislumbrou boa fé. No caso de Maria Letícia, ao contrário, aceitou a denúncia ridícula que a acusa de lavagem de dinheiro por um triplex que ela nunca usou. Cláudia Cruz comprou, usou, consumiu, usufruiu, ostentou. Mas é inocente. Já no caso de Marisa, não comprou, não usou, não habitou – Mas havia elementos suficientes para que o juiz aceitasse a acusação.

    Leia mais em A Justiça de Moro – Cláudia Cruz, inocentada. Já Marisa Letícia, nem depois de morta


  • Doleiro preso por tráfico ajudaria Aécio na lavagem de propina, suspeita Lava Jato

    GNN Notícias

    Jornal GGN - No documento em que reforça o pedido de prisão contra Aécio Neves ao Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República Rodrigo Janot revela que além da empresa da família Perrela, um doleiro condenado por tráfico internacional de diamentes é suspeito de ajudar o senador mineiro na lavagem da propina que ele teria recebido da JBS.

    Nas investigações sobre o caso, a Polícia Federal flagrou o assessor parlamentar de Zezé Perrela, Mendherson Souza Lima, conversando de maneira cifrada com o doleiro Gaby Amine Toufic Madi, condenado a 7 anos de prisão em 2016.

    Clique para continuar a ler.


  • Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

    Junte-se a 792 outros seguidores

  • Recomendo leitura

O PED deveria ser a grande festa do PT

Porque o PT é o único partido que realiza eleições internas de tamanha envergadura este momento deveria ser uma grande festa dos filiados e filiadas do PT.

Quem disse que unidade partidária só se constrói com uma candidatura única?

Quaquá, candidato a presidente do Diretório Estadual RJ.

Quaquá, candidato a presidente do Diretório Estadual RJ.

Eu já participei de Congressos para eleição dos dirigentes petistas com mais de 1000 (mil) pessoas aptas a levantar o “crachá” e dizer quem gostaria que comandasse as atividades do partido. Era uma grande festa e com muitas candidaturas colocadas em disputa. Modernizamos (será?) e se os atuais dirigentes forem honestos bastante para entender que as disputas são importantes para o partido, neste PED o voto será em urna eletrônica e o resultado será conhecido poucos minutos após o fim do processo eleitoral.

Infelizmente depois que o partido conquistou algumas cadeiras nos vários parlamentos, algumas prefeituras, alguns Estados e a presidência da República, alguns dos eleitos se sentem detentores de mais direitos que a maioria dos filiados e filiadas. O próprio presidente Lula disse ao jornal espanhol El País que “El Partido de los Trabajadores (PT) ha cumplido 33 años de vida. Cuando llegas a eso, quienes empezamos a los 35 años debemos dar salida a una nueva generación. Este es un partido que fue creado por los trabajadores y dirigido por ellos, y se ha convertido en el más importante en la izquierda de América Latina” (El País), ou seja, prega a renovação partidária porque estamos envelhecendo gente! Mas esses que se acham com mais direitos que a maioria dos filiados e filiadas rechaçam esta ideia. Eles querem o partido para si.

Minha candidatura a presidente do PT em Queimados é um pouco contra isto. Fui um dos responsáveis pela candidatura de Zaqueu Teixeira a prefeitura de Queimados em 2004, mas não posso ser responsável pelo assenhoreamento do partido pelo seu mandato. Não posso ser responsável por tornar o partido na cidade um feudo familiar e vou lutar até o fim para que isto não se torne realidade.

O Artigo 80 do Estatuto diz que o partido tem que se reunir mensal e ordinariamente, mas desde o ano passado não se tem uma atividade do Diretório Municipal que se possa convidar o filiado ou filiada a estar presente. Tudo hoje gira em torno tão somente dos mandatos. Isso é intencional. Se o partido se reune e convoca a militância possibilita o surgimento de novas lideranças. Sempre surge um inconformado que se rebela contra a política adotada e são essas diferenças que garantem a lisura, o crescimento qualitativo e a democracia interna do Partido dos Trabalhadores.

As disputas sobre direção partidária deveria ser uma grande festa: a festa da democracia. Se esses caras usassem o lado direito do cérebro por um mínimo que fosse estariam estimulando as chapas concorrentes, ajudando-as, ainda que tivessem feito a escolha por uma para votar, mas como instituições que se tornaram não poderiam jamais tentar impedir as disputas, muito menos tentar impedir uma chapa de concorrer. Fazendo isto comprometem seus próprios futuros político porque não haverá consenso em 2016 e suas pretensões certamente encontrarão resistências.

Quando vivenciamos na prática situações que condenamos nos discursos ficamos com o amargo sabor de fim de festa quando a festa propriamente dita nem começou.

Anúncios

Uma resposta

  1. Comp vc está certo o PT tem que se renovar tanto na sua direção quanto nas figuras parlamentares, senão cai em vícios como esta aliança PT e PMDB.
    Temos que ter uma direção nova aquí no RJ sem capas do Partido vc é a pessoa mais dinamica e capacitada para implementar aquele Partido de 1982, temos que resgatar as raízes do PT.
    Independente de que tendencia for o militante , esse militante tem que avaliar qual o comp que está mais capacitado e as suas propostas,
    É isso ahí comp vc é a melhor candidatura deste PED.
    Estamos com vc,
    Força!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: